upa-pacima

...que a vida continua!

terça-feira, outubro 31, 2006

O que se diz por aí...

Partilho com vocês algumas frases de pessoas conhecidas:

"Depois de "Tempo de Viver" quero parar para descansar e dar um bocadinho de tempo à Maria João para viver - Maria João Bastos, à Nova Gente

"Nunca comi uma barra de chocolate", Rita Pereira, à TV7 Dias

"Sou uma colecionadora compulsiva de papel, principalmente de suplementos de jornal", Maria Elisa, à Lux.

Este último merece um comentário (só para alguns entenderem): Ainda bem que há pessoas como a Maria Elisa! Ufa! Caso contrário iam todos direitinhos para o lixo!

Obrigada por partilhar…

Frontalidade é uma característica que aprecio. Gosto das coisas como elas são… quase que parece um slogan qualquer… Mas fartei-me de rir ao ler a reportagem de Torcato Sepúlveda, sob o título “O fim da Macacada”, publicada na “NS – Notícias Sábado”.
Diz assim: “As aparências enganam, pelo menos no que respeita à sexualidade dos nossos primos, os grandes macacos. O gorila, que tem fama de erotómano desaforado, apresenta uma pila de cinco centímetros em erecção. A verdade é que o macho utiliza pouco o seu órgão sexual”.
(desculpem, mas não vou ilustrar este post)

Táxis - ranking de Outubro

Chegou a hora de publicar, mensalmente, o ranking dos nomes mais originais de sociedades de táxis. Aqui vai a lista deste mês.

1 - Auto Táxis Para Sempre, Lda (Lisboa)
2 - Robalus, Auto Transportes, Lda (Bobadela)
3 - Táxis - Estrela Valdogueirense, Lda. (Lisboa)
4 - Táxis Engrácia & Lucinda, Lda. (Lisboa)

Esperemos por Novembro. Contribuam!

A minha tia (adoptiva)



- Então, estás a fazer de conta que não me conheces?
- Eu... er... eu não a conheço...
- Não me cumprimentas? Aii, não me cumprimenta... Sou tia dele e faz de conta que não me conhece.
- Mas não conheço mesmo...
- Olha lá, hás-de ir ali hoje à noite ao meu quarto que eu preciso de falar contigo.
- ...

(Passou-se no domingo à tarde, numa visita a um lar da terceira idade. E assim, de repente, ganhei uma tia. Com falta de memória, com uma cara de poucos amigos e uma bengala ameaçadora... mas uma tia. Livra!)

domingo, outubro 29, 2006

Beibis

"Tenhe uma ferida nu pête... Outera nu curaçaum... Pur'u mé fuferinhuuuuuuuu... Non beber o biberaaaaaaaaum...!"

By Vizinha Angela.

sexta-feira, outubro 27, 2006

No collants!

Uma das minhas fraquezas é gostar do Inverno. Gosto mesmo do Inverno - e nem precisava de ser estação, podia ser um destino...- gosto da chuva, do frio, da lareira, do ron-ron, das bebidas quentes, das camisolas de lã, das castanhas assadas, dos sobretudos, do raio de sol que rompe por entre as nuvens, ...
mas detesto as businadelas e as poças de água, o constante mau-humor de meio mundo, o anoitecer cedo, os guarda-chuvas, as inundações, as greves que se multiplicam no Inverno e detesto PRINCIPALMENTE collants – de mousse, de vidro, de lycra, do que for...às riscas, rendados, de malha...
Os collants são o meu trauma.
Agora, digam-me lá se há Inverno sem collants?

quarta-feira, outubro 25, 2006

Isto-não-é -banha-da-cobra

O ministro da Economia esteve ontem na FIL, acompanhado pelo primeiro-ministro José Sócrates, e teve uma tirada que ficaria nos anais da história, se a memória não fosse hoje volátil:

"Estamos aqui para assinar não um, nem dois ou três, nem dez, nem vinte, nem trinta, ....nem cem protocolos, mas 129 protocolos com PME!".
[juro que ouvi qualquer coisa assim, em crescendo alucinante, com estes que a terra há-de comer...]

Qualquer semelhança com certos feirantes, é pura coincidência...

Agora a culpa é do tabaco

Enquanto caminhava numa rua em Lisboa, oiço ao meu lado um som que, em qualquer lugar do planeta, é irreconhecível... o som da escarreta. Vinha do homem, arrumador de carros. No meio daquele acto nojento de cuspir para o chão - tão comum entre muitos homens portugueses (desculpem mas nunca vi nenhuma mulher a fazê-lo)- deu-me vontade de rir. A seguir à escarreta que me fez arrepiar e fazer cara de arrepiada (ugh, que nojoooooooo), o homem sai-se com a frase: "Tenho mesmo que deixar de fumar".

quinta-feira, outubro 19, 2006

Publicidade... Ou não!

Andava eu a navegar nesta coisa quando...






Perdida...

NINGUÉM consegue conduzir assim... Pois não!?







Ora... Isto passa-se em Inglaterra. Pra conduzir já estava péssimo. Mas estamos a esquecer-nos que... Em Inglaterra conduz-se ao contrário!!!!!!!

E esta, hein?

segunda-feira, outubro 16, 2006

Reflexões de um outsider

Questionado pela jornalista do Público sobre a sua experiência enquanto "director por um dia" e participante em reuniões de redacção do "Correio da Manhã", o ex-Presidente Jorge Sampaio fez assim o balanço desses encontros: "É, obviamente, um trabalho de equipa: é preciso discutir abertamente as questões, fazer críticas aos que trabalham no mesmo sítio e analisar o que anda a fazer a concorrência".

Uma frase que prova quão lúcido pode ser um outsider. Quando muitos insiders não o são.

quarta-feira, outubro 11, 2006

Escatologias sem comentários


Andava há que tempo para digitalizar este contributo da Rituka... Aproveitando a maré, cá vai. Só um ponto prévio - este é o nome de uma peça de teatro de revista que foi à cena há poucos meses em Portimão. É verídico.

terça-feira, outubro 10, 2006

Sem palavras...














































Tirem as vossas próprias conclusões.

Higuey, Altagracia, Republica Dominicana @ 7/10/2006

Pérolas do jornalismo

“A travessia do Tejo é quase tão antiga como o próprio rio. Mas se agora a travessia é feita para transportar pessoas que se deslocam das suas casas para o emprego, antigamente, tinha também como objectivo, o transporte de bens por via fluvial ente as duas margens”.

Guias turísticos

Esta passou-se há uns dias, mas vai sempre a tempo de se contar no Upa.

Paragem do 28 no miradouro de Santa Luzia, umas seis da tarde. No eléctrico, apinhado de turistas, entra um casal de franceses de meia idade. De guia na mão, apontam para a imagem da igreja de São Vicente de Fora e perguntam à guarda-freios:
"Pour aller au château, s'il vous plaît"
"Château de São Jorge é ali atrás", responde a guarda-freios
"Non, non. Pour aller ici", viram a página e apontam outra imagem. "Ici, au Panthéon"
"Ah, já percebi", responde uma passageira que estava ao lado da guarda-freios, no seu sotaque alfacinha. "Eles querem ir ao Pantaleão!" Siga a viagem...

Sem comentários