upa-pacima

...que a vida continua!

quarta-feira, outubro 25, 2006

Agora a culpa é do tabaco

Enquanto caminhava numa rua em Lisboa, oiço ao meu lado um som que, em qualquer lugar do planeta, é irreconhecível... o som da escarreta. Vinha do homem, arrumador de carros. No meio daquele acto nojento de cuspir para o chão - tão comum entre muitos homens portugueses (desculpem mas nunca vi nenhuma mulher a fazê-lo)- deu-me vontade de rir. A seguir à escarreta que me fez arrepiar e fazer cara de arrepiada (ugh, que nojoooooooo), o homem sai-se com a frase: "Tenho mesmo que deixar de fumar".