upa-pacima

...que a vida continua!

terça-feira, agosto 01, 2006

Amo-te m****

A culpa foi minha, porque eu é que fiz questão, mas almoçar no Amo-te Chiado veio a revelar-se uma piada. Pedimos pão, mas vieram umas tostas manhosas. Repetimos o pedido, até percebermos que não havia pão. A manteiga estava quentinha e o aspecto deixava um pouco a desejar. Olhamos para o menu: “Hummm, uma salada de queijo de cabra vinha mesmo a calhar”. O empregado diz que “não há, só queijo fresco”. Vai de pedir então mesmo com queijo fresco… alguns minutos mais tarde surge a dita salada com 4 pequenas fatias de queijo fresco e dos pequeninos que é para não habituar mal a malta! “Para beber pode ser um Guaraná, fresquinho!”. E o empregado lá volta ao “Não há!”. Por esta altura, só me apetece perguntar: “Olhe, o que é que há??????????”. Este serviço, a acrescentar ao facto de estar um calor infernal lá dentro e ao barulho das obras do prédio ao lado fazem com que não tenha a mínima intenção de voltar.

5 Comments:

  • At 11:42 da manhã, Blogger elíptico said…

    Ó Pedro, ó Pedro, vê lá se pões ordem na casa! Não me esqueço - quando o Amo-Te Chiado ainda ficava na Rua Nova do Almada - daquele Bacalhau à Brás pré-congelado e afundado em óleo, deglutido no início de uma tarde de Verão (má-memória para uma primeira impressão).
    Mas há mais. Ficou na retina (e no ouvido...) o empregado que, depois de levar um ralhete - dos fortes - de um dos clientes, desatou a chorar a pedir às alminhas que ele não fizesse queixa à responsável. Indicador e polegar a apertar a cana do nariz, dedo mindinho esticado, as lágrimas a escorrer pela face abaixo... Coitadinho (s)...

     
  • At 12:05 da tarde, Blogger Suski said…

    Olhe que a Sr. Doutora Patanisca está com muita sorte. É que fui com alguns dgníssimos contribuintes deste belogue à inauguração do Amo.te Tejo e nem um canapezinho. A solução foi, depois do bucho e cabeça cheios de gins antónicos, comer uma bela duma bifana numa relote lá prós lados do campo das cebolas. E por falar em cebolas, as minha salada no Amo.te Chiado tinha pra lá de uma tonelada de cebola.

     
  • At 2:26 da tarde, Blogger Ritukaa said…

    Voces só falam em comida... Trabalhar ké bom, NADA! Upa pa cima ca vida continuaa!

     
  • At 6:18 da tarde, Blogger Pétala said…

    Parece-me que os meninos estão com azar. Cá para as minhas bandas a experiência no Amo-te Chiado foi bem diferente. Ainda hoje lembro o excelente bacalhau com broa e a sobremesa com que me deliciei na primeira semana em que o restaurante se instalou na Calçada Nova de S. Francisco.

     
  • At 9:13 da tarde, Blogger Patanisca said…

    oh pétala, eu escrevi sobre uma experiência muito recente no Amo-te do Chiado... vai lá agora e depois falamos! Eu também nunca tive razões de queixa, sobretudo quando eles estavam junto da yorn...

     

Enviar um comentário

<< Home